[Li no Kobo Touch] Eu, Christiane, 13 anos, drogada e prostituida

terça-feira, setembro 24, 2013


Cristiane Silvia é uma mulher que vive na Alemanha. Essa é a autobiografia dela, de como foi parar nas garras das drogas e da prostituição. 




No começo, fiquei sabendo como foi a infância sofrida, que o pai a espancava diariamente, e que sofria bullying na escola por ter vivido na zona rural. Entretanto, ela não se deixou abater e tornou-se a jovem rebelde da classe, insultando os professores e sendo temida por todos. Presenciamos o divórcio dos pais e a ida da irmã mais nova para a casa do pai. Enquanto ela ficava com a mãe e tinha uma vida dura, a irmã ganhava mimos. Quando Cristiane tornou-se amiga da durona Kessi, foi apresentada aos comprimidos e começa a ser uma viciada, além de passar a se vender a vários garotos, apesar de só ter 12 anos. Ela também começa a frequentar a boate Sound. Fica com seu primeiro rapaz, o Atze, que logo dá o fora nela. Mas ela não dá o braço a torcer e passa a andar com Axel, Detlef e Bernd, que trabalham como gigôlos para poderem comprar heroína. Em menos de um mês, ela passa a morar com o trio, começa um relacionamento com Detlef, perde a virgindade com ele, e depois começa a se prostituir na estação Zoo. Se torna viciada em heroína; quando sua mãe descobre, força ela e Detlef a fazerem limpeza. Até conseguem, por 3 semanas, mas poucas semanas depois já estão se drogando de novo. Ela é presa e tenta se limpar inúmeras vezes. 




Há capítulos narrados por Cristiane, pela mãe dela, por Gerhard Ulber, chefe do departamento de Berlim, e da Renate Schinpke (a investigadora do Departamento de tóxicos).

O livro foi feito pelos jornalistas alemães Kai Hermann e Horst Rieck, colaboradores da famosa revista "Stern" , que realizaram uma pesquisa e entrevistaram Cristiane Felcherinow e pessoas ligadas a sua vida quando souberam do depoimento dela no tribunal de Berlim. 




Cristiane conseguiu se formar, trabalhou em livrarias de Berlim, cursou jornalismo e gravou um disco de canções punk, mas infelizmente não conseguiu sair das drogas,  mesmo depois de casar-se e ter filho. Ela sofre de Hepatite C e problemas circulatórios. 








1 comentários:

  1. Luciana Pimenta disse...:

    Oie...
    Tudo bom?
    Falam que é muito tensa a história... e muito triste também pensar que é real... Eu nunca li, apenas vi ao filme...

    Adorei seu blog... Já estou seguindo...
    Depois dá uma passadinha no meu cantinho para conhecer e se puder segui-lo ficarei muito grata...
    Beijos
    Relíquias da Lylu =D
    http://reliquiasdalylu.blogspot.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...