Sorteio de marcadores

sábado, abril 28, 2012

Bom dia! O blog Gorjeio Literário está sorteando um bolo de marcadores! O sorteio vai do dia 28/04/12 até dia 31/05/12 ! Deixe um comentário (pode ser 'participando' para começar a valer).
 Lembrando que é necessário seguir o blog pra participar ;)


 OBS: DEIXEM O NOME, EMAIL E TWITTER PARA CONTATO.

a Rafflecopter giveaway



Hunger Games: A Filosofia por Trás dos Jogos Vorazes

quinta-feira, abril 26, 2012



Hunger Games: A Filosofia por Trás dos Jogos Vorazes
Autor: LOIS H. GRESH
Ano: 2011
Número de páginas: 216


Li esse livro em 4 dias. Cada capítulo aborda um tema do livro Jogos Vorazes, tais como: armas ( conta detalhes sobre as lâminas que Clove pode vir a ter usado), Roma antiga (narra sobre os gladiadores, a história do Coliseu, o motivo dos Romanos antigos gostarem de namorar pessoas do mesmo sexo), doenças (é sobre as doenças que as crianças do distrito 12 contrairam. Achei interessante saber sobre o marasmo, que é quando o bebê sofre de desnutrição e o cérebro atrofia), livros que possivelmente influenciaram Suzanne Collins (1984,  Admirável Mundo Novo...),  e no fim tem  um mapa de Panem com os lugares que teoricamente foram transformados séculos depois nos distritos.  A arte da capa é o broche do Mockingjay pegando fogo, e imprimiram ele com verniz, o que o deixou brilhante, eu gostei bestante!  E quanto a diagramação, em cada capítulo há uma imagem em preto e branco referente ao assunto na página inicial( no primeiro, lembro que era a foto de uma floresta) a qual se repete ao longo do capítulo entre as folhas. Foram dedicadas 5 páginas a imagens coloridas do filme. É emocionante ver a Katniss gigante na floresta!  


Pegasus e o fogo do Olimpo – Kate O’Hearn

quarta-feira, abril 11, 2012

Eu estava desesperada por algo que tapasse o buraco do Último Olímpiano, que terminei de reler pela quarta vez anteontem, então abri esse coitado que estava mofando na minha estante desde Julho de 2011. A capa até que chama a atenção:  um cavalo alado no meio da rua, em cima de algo que parece ser uma mesa. Eu pessoalmente gostei da montagem da asa mais o corpo do cavalo, ficou simétrico, o designer achou uma ótima asa que combinou com o cavalo branco. Deve ter levado um tempão fazendo.

O livro conta a aventura de Emily, uma garota de 13 anos que acabou de perder a mãe por causa do câncer e por isso anda, na minha opinião, carente de atenção. Uma noite, durante um blecaute (que na verdade foi uma briga entre os deuses romanos do Olimpo com guerreiros dumal Nirads) o Pegasus foge da guerra lá em cima e desce bem no terraço da Emily. A garota pede ajuda de Joel DeSilva, um garoto italiano que vive desenhando cavalos alados no caderno, para cuidar de Pegs que debilitou-se durante a queda. Enquanto isso, é confiado ao ladrão e ‘semideus’ Paelen a captura do cavalo alado, visto que ele é o único capaz de reestabelecer o Fogo do Olimpo. Será que Paelen conseguirá recapiturá-lo? Ou será que Emily é a nova dona ideal de Pegs?

Eu  li esse livro sem muita complicação. Mas achei que a autora quebra a atenção do leitor com comentários desnecessários, e  diálogos são muito simples, alguns, que nota-se facilmente que foram postos para ‘encher lingüiça’;  eu sinceramente não espero muito pelo próximo.


O RETRATO DE DORIAN GREY

segunda-feira, abril 02, 2012

A história é sobre um órfão chamado Dorian Grey que foi criado em um orfanato por causa dos abusos constantes do seu pai. Anos depois, quando adulto ele regressa a sua antiga residência.  Ele logo se apaixona pela jovem e talentosa atriz Sibyl Vane, e rapidamente consegue noivar com ela. Enquanto isso, ele pede para o pintor Basil Hallward fazer um retrato seu. Movido pelo desejo da juventude eterna, ele faz um pacto, vendeu a alma em troca de um capricho. A partir daí tudo de negativo que Dorian sofrer será refletido no quadro, enquanto Dorian ficará jovem e imaculado.

Ele conhece Lord Henry "Harry" Wotton, um lorde decadente que gosta de causar intrigas. Ele convence Dorian a beber e usar ópio, e ele rapidamente torna-se um viciado.Passa a freqüentar bordéis.  Rompe o noivado com Sibul Vane mesma ela estando grávida. No dia do nascimento do bebê, ela se suicida, e a única coisa que Dorian faz para abafar o choque é virar um copo de Gim. A cada decadência na vida, o retrato se torna casa vez mais idoso e carcomido.  Ele passa um tempo em reclusão e anos depois reaparece em festas da sociedade. Todos ficam fascinados em como seu rosto continua o mesmo. Ele continua um homem que gosta de deitar com todas as mulheres,  e encantado por bebidas.

 Até que conhece Emily, a filha do coronel Henry, e verdadeiramente se apaixona por ela. Convida-a a morar com ele, mas o pai não aceita.  O coronel lembra-se que há tempos atrás ouviu a fofoca que  Dorian havia vendido a alma em troca da juventude eterna, e vai na mansão dele em busca do quadro escondido. Consegue achar, tranca Dorian no sótão e começa um incêdio. Dorian admite a si mesmo que seu tempo de juventude já terminou e decide morrer junto do quadro.

Na minha opinião, a culpa de Dorian ter vendido a alma não foi dele, mas sim da sociedade. Na infância dele, o pai costumava torturá-lo. Consequentemente, mais tarde durante sua juventude, ele preferiu ocupar-se de prazeres momentâneos (ir para bordéis, beber Gim e fumar ópio) do que casar-se e ter que cuidar de filhos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...